Conquiste seu sonho através do Financiamento Imobiliário

Entenda como o financiamento pode ser uma excelente saída para a conquista da casa própria.

O sonho da casa própria está presente na vida de milhares de brasileiros. Mas muitos deixam de persegui-lo por considerar difícil, trabalhoso ou muito caro. De fato, para muitas pessoas, construir uma casa é o maior investimento de uma vida.

Então, se é um sonho e ao mesmo tempo um investimento importante, para construir um bom planejamento é fundamental.  Caso contrário, você terá, no mínimo, muita dor de cabeça.

Mas nem todo mundo dispõe de todo o investimento necessário para construir a casa ideal.  A solução para muitos é fazer um espaço menor, que pode ser ampliado depois ou até mesmo construir e etapas, economizando o correspondente a cada uma dessas etapas antes de iniciá-las. Há quem leve anos construindo desta forma.

Quando uma pessoa não dispõe de todos os recursos financeiros necessários, mas quer executar todo o projeto, sem interrupções, a alternativa mais indicada é recorrer a um financiamento.  Como isso funciona e será que vale a pena? Entenda quais são as etapas:

financiamento da construção pela caixa
Primeiro:

Você precisa ter o terreno e ele precisa estar com toda a documentação regularizada. Isto inclui estar com a escritura no seu nome, não ter pendências com IPTU ou outros problemas documentais.

Segundo:

Você precisa ser elegível ao financiamento, isto é, além da documentação em dia do imóvel, no caso o terreno, você também precisa ter a documentação correta. Isto inclui: não ter nenhuma restrição de crédito, não ter problemas com restrições bancárias, ter renda comprovada suficiente para bancar as prestações do financiamento e a documentação pessoal, como é de praxe.

OBS: O valor da prestação não pode exceder 30% da renda familiar comprovada.

Terceiro:

Você precisa fazer o projeto da construção com um arquiteto ou engenheiro e neste projeto deverá constar o planejamento da construção que deverá ser feito em etapas. Por exemplo: terraplenagem, alicerce, alvenaria, cobertura, parte elétrica, parte hidráulica, etc. Essas etapas devem ser definidas pelo engenheiro e deverá constar no projeto.

Quarto:

Seu engenheiro deverá submeter o projeto para aprovação na prefeitura e tão logo esteja aprovado você poderá dar entrada na Caixa. Este processo nada tem haver com a Caixa, mas sim com a aprovação do projeto na prefeitura, algo que é necessário com ou sem financiamento da obra.

Quinto:

Com o projeto devidamente aprovado, você deverá ir a Caixa ou ao correspondente autorizado e dar entrada na documentação do projeto, do terreno e a sua documentação que inclui comprovante de renda, endereço e documentos pessoais. Do terreno é necessária a matrícula atualizada e algumas certidões da prefeitura e outros.

Sexto:

Toda essa documentação será analisada pela caixa e estando ok, você será convidado para assinar o contrato, o que significa também que você recebeu o sinal verde para iniciar a construção.

Sétimo:

Lembra-se das etapas que seu engenheiro definiu no projeto? Você deverá executar a primeira etapa com o seu dinheiro, já que a Caixa não faz a liberação do valor do financiamento por antecipação. Após concluir a primeira etapa, você deverá notificar a Caixa e esta enviará um engenheiro para fazer a vistoria e atestar que a primeira etapa foi concluída. Então ela faz a liberação do valor referente a primeira etapa e dá sinal verde para você fazer a segunda. E este ciclo se repetirá até o final da obra. Na prática, você faz a construção com os seu recurso. Ao final de cada etapa a Caixa paga o valor referente à ela.

Algumas observações:

Você só começará pagar o financiamento depois que a obra for terminada, isto é uma característica importante. Ou seja, começa-se a contar o prazo de pagamento do financiamento, quando tudo estiver pronto e todo o dinheiro tiver sido liberado e usado efetivamente na obra;

Porém, é melhor reunir a quantia necessária para pagar o projeto,  a aprovação na prefeitura e pelo menos a primeira etapa da obra.

A Caixa não vai liberar dinheiro na sua mão. Na verdade, ela vai pagar o que você já gastou. Portanto o dinheiro só poderá ser usado exclusivamente na construção. O projeto definido e aprovado, não só pela Caixa mas pela prefeitura também, deverá ser seguido a risca.

De certa forma, não é você que irá determinar o valor que deseja financiar e sim o próprio banco. Neste caso, o controle que você poderá ter é no projeto. Se quiser gastar menos é melhor enxugar o projeto. Uma vez aprovado e submetido a Caixa, eles vão liberar o valor referente a ele.

Um fator extremamente importante é que as melhores lojas de materiais, como o Moretto, aceitam o financiamento imobiliário. Em outras palavras, aceitam negociar dentro das condições e cronogramas determinados pelas regras do financiamento. Na prática, você tem poder de negociação e pode conseguir custo e prazos diferenciados.

Incorporada a documentação do financiamento, existem planilhas de controle. Elas não são apenas um item burocrático a ser preenchido. Através dela é possível gerenciar e manter o controle de todas as fases da obra.  Utilizando-a as chances de construir de forma organizada e tranquila são muito maiores.

Que tal fazer o download de planilhas funcionais e começar a se familiarizar com as rotinas da construção? CLIQUE AQUI, faça um cadastro rápido e baixe sua planilha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *